domingo, 15 de junho de 2008

Realismo ou as coisas como são


'Desmascarando' - por F.G.C.
_
"Fiz de mim o que não soube
E o que podia fazer de mim não o fiz.
O dominó que vesti era errado.
Conheceram-me logo por quem não era e não desmenti, e perdi-me.
Quando quis tirar a máscara,
Estava pegada à cara.
Quando a tirei e me vi ao espelho,
Já tinha envelhecido.
Estava bêbado, já não sabia vestir o dominó que não tinha tirado.
Deitei fora a máscara e dormi no vestiário
Como um cão tolerado pela gerência
Por ser inofensivo
E vou escrever esta história para provar que sou sublime."
(trecho de Tabacaria - Álvaro de Campos)
_
-Como o texto e a imagem se aproximam do Realismo?
Os escritores realistas, motivados pelas teorias científicas e filosóficas do século XIX, desejavam retratar o homem e a sociedade através de seus livros.
A imagem e o poema de Fernando Pessoa nos remetem à idéia de que o homem está preso a uma máscara que criou para si, por trás da qual se encontra um ser defeituoso, e marcado por características como: a falsidade, o egocentrismo, a traição e a impotência. Assumir esta condição seria desmascarar-se a si mesmo. Em Tabacaria, o poeta evidencia a inerência desta característica ao seu ser através de uma análise psicológica profunda.
'Desmascarar' talvez seja a palavra que melhor resuma a corrente de pensamento de autores como Machado de Assis e Eça de Queirós, que buscaram revelar a face humana nunca antes revelada em sua totalidade.
_
As teorias Filosóficas que influenciaram tais autores, são basicamente três:
(clique para saber mais sobre cada uma delas)

Um comentário:

Geruza Zelnys de Almeida disse...

bom!
gostei muito da relação
G.